Novembro 23, 2021

Estratégias de posicionamento SEO para motores de busca

É fundamental perceber como funcional as estratégias de posicionamento de SEO para motores de busca.

Se o conteúdo do seu site não estiver posicionado na primeira página de resultados de motores de busca (SERP) do Google, Bing ou qualquer outro motor de pesquisa, mais valia não existir para a maioria das pessoas.

E não é só isto. Mesmo na primeira página das pesquisas, há resultados menos satisfatórios, no que diz respeito à taxa de cliques (Click-Through Rate, CTR), para todos os resultados depois do primeiro. Isto significa que ficar em quinto ou sexto em vez de em segundo ou primeiro pode ser a diferença entre ser visível e ser invisível.

Mais de um quarto dos utilizadores do Google clicam no primeiro resultado de pesquisa orgânica, ou o dobro dos que clicam no segundo resultado. Da mesma forma, um estudo descobriu que os primeiros três resultados de pesquisa orgânica em conjunto representam três quartos de todos os cliques.

Estes números, assim como a complexidade crescente das SERP por causa de destaques, resultados de vídeos, e outros resultados de “posicionamento zero”, demonstram a importância do posicionamento de SEO em motores de busca.

O que é o posicionamento em motores de busca?

O posicionamento em motores de busca é a otimização das páginas individuais de um website para as SERP, conseguindo que tenham um melhor posicionamento e/ou que apareçam em mais localizações nessa SERP. É um sub-setor da otimização para motores de busca (Search Engine Optimization, SEO), uma vez que não inclui práticas mais abrangentes de SEO, como construir uma estrutura de website plana, criar mapas de site em XML para fazer com que os URLs sejam mais fáceis de descobrir, e fazer pesquisa profunda de palavras-chave.

Posicionamento em motores de busca versus SEO

SEO é mais abrangente do que posicionamento em motores de busca. SEO inclui não só otimização ao nível das páginas que alimentam o posicionamento em motores de busca, mas também melhorias ao nível do domínio (como o número de links para esse domínio, a idade do domínio, o tempo de resposta, etc.) que conferem autoridade ao domínio do website.

Pode ser útil pensar em posicionamento em motores de busca versus SEO como uma situação de quadrado versus retângulo: todo o posicionamento em motores de busca é SEO, mas nem todo o SEO é posicionamento em motores de busca.

Por outras palavras, o posicionamento em motores de busca costuma ser uma coisa que se faz depois de já se ter um plano sólido de SEO para o website. Uma estratégia de posicionamento pode ser usada para conseguir que uma página relativamente mal posicionada num website que, de forma geral, tem bons resultados comece a posicionar-se melhor.

Pense no SEO como os ingredientes para fazer um bolo bem texturado e saboroso numa pastelaria, e no posicionamento em motores de busca como a cobertura e as decorações que fazem com que se destaque na montra.

Vamos ver um exemplo do que uma estratégia de posicionamento SEO pode tentar alcançar:

Numa das SERP do Google para “como jogar xadrez”, há uma página num site bem otimizado que, contudo, pode ser negligenciada. Isto porque tem um posicionamento orgânico relativamente baixo, e não corresponde a nenhuma das perguntas frequentes que os utilizadores fazem.

Através de posicionamento em motores de busca, esta página individual pode ser otimizada para poder:

  • Ultrapassar websites com melhor posicionamento nesta SERP.
  • Corresponder aos destaques ou caixas de perguntas.
  • De forma geral, melhorar a sua pegada na SERP para ter mais visibilidade na primeira página.

Para o fazer, contudo, um especialista em SEO precisaria de perceber como é que os motores de busca estão a posicionar esta página e porque é que os resultados são (ligeiramente) insuficientes.

Especialistas em estratégias de posicionamento seo

Como é que um motor de pesquisa determina o posicionamento da página?

Os motores de busca usam os seus algoritmos registados para analisar um website em termos de conteúdo, estrutura e relacionamento com outros sites para produzir resultados de pesquisa. Para cada motor de busca, este processo começa com uma aranha, ou rastreador web, que rastreia a web e indexa páginas de websites, assim como os sites para os quais têm links.

Quando alguém pesquisa um termo, na verdade estão a pesquisar o índice dessas páginas no motor de pesquisa, em vez da própria web. A SERP que vêem com base na sua pesquisa é determinada pelo que o motor de pesquisa considera “relevante”. Certos atributos podem influenciar esta decisão, tais como:

  • Utilização e densidade de palavras e frases-chave.
  • A localização das palavras-chave, por exemplo, no URL do site, na tag do título e na descrição meta.
  • A utilização de sinónimos para as palavras-chave ou de tópicos relacionados ao longo da página.
  • A credibilidade genérica do site.
  • Links de entrada para páginas de outros sites.
  • Usabilidade em telemóveis, rapidez de carregamento e outros fatores técnicos de SEO.
  • A localização geográfica de quem pesquisa.
  • O histórico e perfil de quem pesquisa (pelo menos, no Google).

Usando estes critérios, o motor de busca classifica as páginas e depois apresenta os resultados de pesquisas com as melhores classificações em primeiro lugar.

As estratégias de posicionamento podem ser feitas para qualquer motor de busca, não só para o Google. Quase 10% das pesquisas são feitas fora do Google, e a possibilidade do lançamento de um motor de busca Apple pode reformular o mercado. É importante ter uma estratégia de posicionamento adaptável que o ajude a ter um melhor posicionamento em todo o lado.

Porque é que o posicionamento em motores de busca é importante?

O posicionamento em motores de busca é a forma mais fiável de melhorar a taxa de cliques para uma página com resultados relativamente baixos de um website. Um resultado de pesquisa que apareça mais acima num posicionamento orgânico ou no conjunto de uma área mais alargada (como um drop-down de perguntas) na SERP vai ter mais cliques.

Como conseguir um posicionamento mais alto ou mais proeminente - e a dificuldade envolvida - depende das palavras ou frases-chave para as quais se está a tentar ter um bom posicionamento, assim como da estrutura e da força de um website ou página preexistente. Por exemplo, re-otimizar uma página para uma frase-chave altamente específica, em vez de uma palavra-chave mais curta com um volume de pesquisa muito mais alto, pode fazer com que seja mais fácil conseguir um posicionamento orgânico mais alto.

Vamos imaginar que estamos a tentar melhorar o tráfego de uma página sobre sabão bom para pele seca. Esta é a SERP do Google para a palavra-chave “soap” (sabão, em inglês), que é extremamente competitiva, com 759 milhões de resultados, incluindo alguns relacionados com o Protocolo SOAP (Simple Object Access Protocol). O único resultado orgânico que a maior parte das pessoas alguma vez vai ver é o link da Wikipedia para o Protocolo SOAP. O resto do espaço da SERP está ocupado por caixas de chamadas de atenção, perguntas, mapas e imagens.

Por oposição, aqui está a SERP para a frase-chave “sabão para pele seca”:

Muito menos volume, de forma geral, e uma oportunidade melhor para conseguir posicionamento orgânico, uma vez que não há caixa da Wikipedia, nem um conjunto de anúncios ou fotografias. Esta frase-chave menos pesquisada pode funcionar melhor para propósitos de posicionamento em motores de busca, por causa da menor concorrência.

O Yoast criou uma tabela útil que ajuda a mostrar como é que a especificidade de palavras ou frases-chave se relaciona com a concorrência. Por vezes, é positivo trocar quantidade por uma oportunidade melhor para ter um bom posicionamento através de palavras e frases-chave de cauda longa.

Implementar uma estratégia de posicionamento de SEO eficaz terá um impacto enorme no seu negócio

Como é que pode encontrar o posicionamento em motores de busca de uma página?

A classificação e posicionamento médio de uma página na SERP é o seu posicionamento em motores de busca. A Google Search Console é útil para ver o posicionamento médio de uma página e pode ser encontrada na área de “Desempenho”.

Este posicionamento não é necessariamente estático. Pode mudar com o tempo à medida que os motores de busca indexam novas páginas que consideram mais relevantes, e também pode ser posicionado de forma diferente para utilizadores individuais.

Contudo, é possível manter um posicionamento proeminente em motores de busca durante muito tempo. Se a sua página continua a ter tráfego regular e não houver problemas nem na página, nem na estrutura do URL, deve manter o seu posicionamento orgânico alto. As maiores preocupações são links partidos e as atividades da concorrência.

Links partidos podem acontecer por várias razões, mas há um maior risco envolvido quando se redesenha um website.

Se estiver a redesenhar, deve assegurar-se de que está a:

  • Manter a sua estrutura de URL, se possível, e a usar planos de redirecionamento 301 e um conjunto de páginas 404 com um bom design caso tal não seja possível.
  • Atualizar conteúdo com descrições meta e tags de título que incluam palavras e frases-chave.
  • Submeter o seu mapa de site em XML a aranhas web.

Do lado da concorrência, ferramentas específicas como Ubersuggest e Serpfox são úteis para ver que tipos de palavras-chave e estratégias de posicionamento estão a funcionar para outros, e para rastrear classificações. Com esse conhecimento, pode saber quando é altura de fazer atividades adicionais de posicionamento em motores de busca.

estratégias de posicionamento seo

Como pode melhorar o seu posicionamento em motores de busca?

É possível conseguir um melhor posicionamento com a estratégia certa. Vamos ver algumas das dicas mais fiáveis para posicionar melhor uma página e a manter lá.

Dica 1: Atualize o conteúdo em questão e volte a partilhá-lo nas redes sociais

Conteúdo desatualizado é receita para uma taxa de rejeição alta. Digo isto como uma pessoa que uma vez escreveu um guia de viagens sobre o Porto em 2014, não o atualizou durante anos, e depois viu a taxa de rejeição e os cliques em geral através do Google cair acentuadamente, até ter finalmente acrescentado algumas secções novas e ter tratado de limpar o texto.

Ao atualizar o texto de uma página individual como parte de uma estratégia de posicionamento, tenha estas melhores práticas em mente:

  • Estatísticas antigas (com mais de 2 anos) devem ser apagadas e substituídas, se possível.
  • Evite introduções longas e outras digressões, sobretudo em secções que se seguem a subtítulos ou títulos com perguntas - quer dar respostas o mais depressa possível.
  • Ser extenso não significa necessariamente melhor qualidade ou relevância, pelo menos aos olhos do Google. Em alguns casos, re-otimização pode levar a recursos mais curtos.
  • Fontes maiores e mais subtítulos devem aumentar a legibilidade e diminuir a taxa de rejeição.
  • Técnicas de escrita como “corrente humana” - usar vírgulas em secções onde o leitor pode deixar o site - pode ajudar com o posicionamento ao deixar os leitores mais envolvidos com o conteúdo da página.
  • Ferramentas como o MarketMuse podem ajudar a ver que palavras e frases-chave está a incluir em número suficiente, e quais é que podem ser usadas mais generosamente.

Finalmente, depois de fazer estas otimizações, volte a partilhar a publicação nas redes sociais. Isto vai dar-lhe algum tráfego que pode ajudar com SEO e posicionamento em motores de busca.

Dica 2: Re-otimize tags meta e descrições meta para frases-chave de topo

Estas tags e descrições são “meta” (do Grego para “para lá”) porque não aparecem na página em si mas no código, onde podem ser interpretadas pelos motores de busca e, no caso das descrições, apresentadas na SERP. Quer que o seu conteúdo meta inclua as frases-chave mais populares, assim como uma descrição envolvente.

Ao longo do tempo, as tags e descrições meta podem ficar desatualizadas, resultando num fenómeno chamado pogo-sticking. Isto significa que uma página tem um bom resultado nos motores de busca, o que faz com que tenha cliques, mas depois é abandonada muito depressa por ser irrelevante. Quem pesquisa acaba por saltar para o próximo resultado. Este comportamento pode levar a um declínio na classificação das páginas que sofrem deste fenómeno.

Use a Google Search Console para encontrar as frases-chave com melhores resultados e depois re-otimize o seu conteúdo meta em conformidade. Inclua esta frases perto do início da tag ou descrição meta, se possível.

Dica 3: Implemente e aperfeiçoa uma estratégia interna de links

Links internos são uma ótima forma de fazer com que as suas páginas com melhores classificações ajudem a elevar as que têm piores classificações. Uma estratégia interna de links também vai:

  • Fazer com que seja mais fácil para as aranhas rastrear o seu website.
  • Melhorar o SEO e autoridade do site, de forma geral.

Use textos-âncora ricos em palavras-chave nos seus links internos. Isto faz com que seja mais fácil para os motores de busca saber sobre o que é uma página linkada. Ao redesenhar o texto-âncora, use a oportunidade para reexaminar a utilização de palavras-chave na sua página e veja se há espaço para melhorias, ou se uma estratégia diferente (por exemplo, uma que tenha por base frases-chave de cauda longa) pode ser melhor.

Aqui está um bom exemplo de links internos. O link final, como se vê, vai dar a uma página interna, e já se sabe pelo texto-âncora qual será o assunto.

Dica 4: Acrescente ou mude as imagens de destaque das páginas

Uma imagem de destaque é a primeira coisa que quem pesquisa vai ver na SERP ou na página onde esta vai dar. Veja este resultado de pesquisa no Google para “receita de donut”:

A imagem de destaque chama a atenção e é relevante para o conteúdo. No extremo oposto, aqui temos um artigo da Forbes sobre o aumento dos pedidos de subsídio de desemprego, acompanhado por uma fotografia de um casal feliz:

Não seja como este artigo da Forbes.

Em vez disso, procure fotografias relevantes, usando ferramentas de curadoria de conteúdos, se necessário, para as encontrar facilmente em fontes de livre acesso, como a Shutterstock. Tenha também cuidado ao titular e descrever estas fotografias, através das tags de título e alt. Inclua uma palavra-chave no texto alt. Isto vai ajudar os motores de busca a saber qual é o “significado” da imagem.

Dica 5: Tente novas abordagens de conteúdo conforme necessário

Temo-nos focado muito em como fazer posicionamento para motores de busca para conteúdo existente. Também pode aplicar a sua estratégia de posicionamento a conteúdo novo, para ser mais fácil ocupar os melhores espaços na SERP desde o início, em vez de ter de ser re-otimizado a partir de uma baixa linha de base.

Se as suas páginas existentes não estão bem classificadas, considere algumas abordagens diferentes, como:

  • Artigos mais longos ou mais curtos.
  • Bloggers convidados com links para as suas páginas internas.
  • Publicações que vão dar a recursos restritos populares.
  • Uma nova estratégia de redes sociais, que pode ter efeitos no posicionamento e SEO.
  • Posicionamento em motores de busca é um trabalho contínuo. Adapte estas dicas à sua própria situação e peça ajuda profissional com marketing de motores de busca conforme as necessidades para continuar a melhorar a sua estratégia de posicionamento e conseguir mais cliques.

Esperamos que as dicas de como contrataro um consultor de marketing digital em Portugal mencionadas neste artigo o ajudem a melhorar o seu site e a sua estratégia de marketing digital. Caso pretenda ajuda profissional para o Marketing Digital da sua empresa, entre em contacto connosco para uma auditoria gratuita.

Local SEO Portugal

Agência especializada em SEO e planeamento estratégico que ajuda negócios a aumentarem orgânicamente o seu tráfego e vendas através de SEO.
CONTACTE-NOS
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram